Como respirar melhor e ter mais energia com Pranayama – exercícios de respiração do Yoga.

Logo nas minhas primeiras aulas de Yoga eu escutei que não sabia respirar corretamente. Que a parte da aula chamada Pranayama (exercícios respiratórios do Yoga) iria me ajudar a respirar melhor. Então, eu pensei: como assim eu não sei respirar? Eu nasci respirando! Sei fazer isso desde que nasci! Uma das poucas certezas que eu tinha na vida era que eu sabia respirar. Afinal, respirar é uma coisa tão simples!

Mas eu não sabia o quanto eu estava enganada. A verdade é que fui buscar nas aulas de Yoga, uma atividade corporal. Eu tinha o mesmo objetivo que muitas pessoas quando começam a praticar Yoga: realizar posturas para manter a saúde do corpo em dia, ganhar músculos mais definidos e flexibilidade. Eu não imaginava que vários outros benefícios estavam agregados a essa prática e tampouco sabia quais eram os reais objetivos do Yoga.

Para saber mais sobre benefícios e sobre o verdadeiro objetivo do Yoga clique aqui.

Com o tempo, eu fui entendendo que realmente não sabia respirar. Eu ocupava uma parte muito pequena dos meus pulmões com ar. O restante era praticamente inutilizado.

Quando nascemos, sabemos respirar bem. Observe um bebê respirando. Ele respira profundamente, o abdômen se dilata a cada inspiração. Mas por que, então, se eu nasci sabendo respirar, eu não sabia mais respirar corretamente e não me lembrava daquela respiração?

As angústias e pressões da vida adulta fazem com que a respiração se torne cada vez mais curta. A respiração está relacionada com as nossas emoções e com a forma como nos sentimos. Uma coisa influencia a outra. Dessa forma, nascemos respirando bem e com o tempo passamos a cultivar uma respiração mais curta, mais alta e mais rápida.

Para o Professor Hermógenes:

“Para a ciência yogi a respiração, no entanto, é muito mais do que um fato fisiológico. É também psicológico e prânico. Em virtude de fazer parte dos três planos – fisiológico, psíquico e pranico -, a respiração é um dos atos mais importantes de nossa vida. É por seu intermédio que logramos acesso a todos eles. Por outro lado, é ela o único processo fisiológico duplamente voluntário e involuntário. Se quisermos, podemos acelerar, retardar, parar e recomeçar o ritmo respiratório. É-nos possível fazê-la mais profunda ou superficial. No entanto, quase todo o tempo, dela nos esquecemos inteiramente, deixando-a por conta da vida vegetativa. Graças a isto, a respiração é também a porta através da qual poderemos um dia, a custa de aprendizado, invadir o reino proibido do sistema vago simpático. É principalmente graças a ela que um yogi avançado consegue manobrar fenômenos fisiológicos até então refratários a qualquer gerência”.

 

O QUE É PRANAYAMA

Prana é a energia que move o Universo. Há quem diga que o Prana é o próprio Universo. É a energia da vida.

Pranayama é o controle do Prana. Ou seja, vai muito além de exercícios respiratórios. É durante esses exercícios que você capta a energia vital da natureza, do Universo, e faz com que ela circule através dos seus canais energéticos.

Os canais energéticos são muitos. Obviamente, fazem parte do seu corpo energético. E são análogos a veias e artérias do corpo físico. Porém, ao invés de levarem sangue, levam Prana.

Esse fluxo de energia vital, presente no seu corpo energético, varia ao longo do dia, ao longo dos dias e ao longo da vida, nunca é o mesmo. Algumas vezes você está pleno, cheio de energia e disposição. Outras vezes se sente pesado, com a energia mais baixa, um cansaço sem muita explicação. Você já se sentiu assim não é mesmo? Com a energia oscilando?

Os Pranayamas possuem a capacidade de regular essa energia. Fazendo com que o Prana circule de forma equilibrada e você se sinta bem, com as energias renovadas.

Além disso, os exercícios respiratórios do Yoga ajudam a aliviar o excesso de pensamentos, deixando a mente mais serena. Ao prestar atenção a sua respiração, você se desconecta de todo resto. Passa a observar o momento presente e deixa de lado preocupações e angústias.

“Por mais lindamente que você consiga fazer um ásana, por mais flexível que o seu corpo seja, se você não conquista a integração entre corpo, respiração e mente, não da para dizer que você esteja fazendo Yoga. ” (O Coração do Yoga ? T.K.V Desikachar)

 

A RESPIRAÇÃO E AS EMOÇÕES.

Como estava dizendo mais em cima no início desse artigo, a forma como você respira e a maneira como você se sente, estão relacionadas.

Muitos estudos científicos estão surgindo para comprovar que a respiração é capaz de atenuar ou até mesmo curar muitos problemas como ansiedade, depressão, déficit de atenção, insônia, entre outros.

Um estudo feito pela Universidade de Boston, comprovou em 12 pacientes com sinais de depressão que os Pranayamas atenuam os sinais dessa enfermidade. Depois de 12 semanas realizando exercícios respiratórios os sintomas reduziram bastante.

Para ler mais sobre como respirar corretamente, veja esse artigo.

OS BENEFÍCIOS DO PRANAYAMA – EXERCÍCIOS RESPIRATÓRIOS DO YOGA

Vamos conhecer agora alguns benefícios dessa técnica milenar:

  • Aumentam a capacidade pulmonar;
  • Melhora a resistência;
  • Revitaliza o corpo;
  • Melhora a concentração;
  • Reduz o estresse e a ansiedade;
  • Auxiliar no tratamento de depressão;
  • Melhora o humor;
  • Melhora a digestão;
  • Trata a insônia;
  • Melhora a captação de oxigênio;
  • Purifica as vias respiratórias;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Equilibra a energia nos chakras;
  • Faz com que você se sinta vivo, desperto e consciente;
  • Aprender a respirar é muito importante para o organismo, muitas pessoas respiram de forma equivocada, pela boca, e isso pode ser prejudicial.

PRATICA DE PRANAYAMA

Assista a esse vídeo e faça uma deliciosa pratica de Pranayama para reenergizar todas as suas células e trazer uma gostosa sensação de bem-estar.

Veja, antes de começar a praticar, algumas dicas para melhorar a sua prática de Pranayama:

  • O melhor horário para praticar Pranayama é cedo, pela manhã. Duas horas antes do amanhecer é o horário em que o oxigênio possui mais disponibilidade.Se você não pode realizar seus exercícios respiratórios nesse horário, pode realizar quando for possível. O horário do entardecer também é um excelente horário;
  • Não pratique seus exercícios de respiração com o estômago muito cheio;
  • Escolha um lugar calmo e tranquilo para praticar. Pode ser ao ar livre ou em um ambiente fechado. Caso seja em um ambiente fechado como salas ou quartos, verifique a ventitalção e evite ar-condicionado sempre que possível.
  • Estabeleça uma rotina e mantenha regularidade para poder desfrutar dos benefícios dessa prática.

Espero que você tenha gostado desse artigo e que tenha aprendido um pouco mais sobre essas técnicas milenares que estão transformando a vida de muita gente.

Espero seu comentário para saber o que você achou!

Um forte abraço!

Namaste.

 

 

 

Um comentário sobre “Como respirar melhor e ter mais energia com Pranayama – exercícios de respiração do Yoga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *