Como fazer Yoga com regularidade: 5 dicas simples para suas desculpas não te afastarem da sua prática.

Fazer Yoga rotineiramente, ou criar qualquer outro hábito, é um desafio para muitas pessoas.

Quem nunca pagou um plano semestral na Escola de Yoga, academia, curso de inglês, e frequentou apenas o primeiro mês? Quem nunca decidiu começar a fazer Yoga em casa, sozinho, porque não quer pegar trânsito para frequentar uma Escola, ou porque tem um bebê pequeno, mas nunca começou? Ou fez a primeira prática e nunca mais? Ou então, já pratica há algum tempo, mas anda desestimulado, praticando com irregularidade?

Eu acredito que todo mundo, até mesmo nós, professores de Yoga, já passamos por isso.

O fato é que você gosta de fazer Yoga, você já sentiu seus benefícios. Ao sair de uma prática, você se sente bem, revitalizado, alegre, leve, em paz. Porém, mesmo sabendo que se trata de um hábito que deve ser incorporado na rotina, porque é importante para a sua saúde, para o seu futuro, e etc., você entra em um estado de autossabotagem e abandona aquilo que mal começou, cheio de desculpas para si mesmo.

“Eu não tenho tempo.”

“É muito difícil.”

“Eu vou deixar para voltar no ano que vem”.

Essa do ano que vem… já escutei muito!

Eu estou escrevendo esse artigo para te ajudar a acabar de vez com esse problema. Se você gosta e quer começar ou dar continuidade às suas práticas, seja em casa ou em grupo, continue lendo  e veja 5 dicas simples para você ser mais persistente e não deixar suas desculpas te afastarem das suas práticas.

A AUTOSSABOTAGEM

 

A Autossabotagem é um conjunto de atitudes que forjamos, por uma parte de nós, que não nos enxerga como merecedor de conquistas ou sucesso.

É aqui que se encaixam as desculpas que parecem perfeitas para aquele momento. É a dor de cabeça, a falta de tempo, a preguiça, o excesso de trabalho, e muitas outras que você, eu e todo mundo conhecemos muito bem.

Você sabia que isso não ocorre de maneira consciente?

Dependendo do grau de autossabotagem, a pessoa não cria apenas desculpas, como também pode sofrer com doenças como a obesidade, depressão, automutilação, entre outras. Nesses casos, um especialista, como um psicólogo ou outro tipo de terapeuta deverá ser consultado.

Mas, em muitos casos, com força de vontade, determinação e algumas dicas simples de ajustes na rotina, se pode superar esse problema e seguir adiante em direção aos nossos objetivos e conquistá-los.

E não tem sensação melhor do que estar satisfeito e feliz consigo mesmo. Não é?

“A felicidade não é algo que alcançamos, e sim conduzimos; não depende do contexto, mas de nossa determinação para superarmos as dificuldades e desfrutarmos a vida” (Stamateas)

Você está gostando desse artigo? Então cadastre-se na nossa lista de leitores e receba nossos artigos e novidades no seu e-mail.

Agora que já você já entendeu que não pode dar ouvidos às suas desculpas e que deve manter o foco e a persistência para alcançar seus objetivos com suas práticas, vamos passar para as nossas dicas.

5 DICAS SIMPLES PARA SUAS DESCULPAS NÃO TE AFASTAREM DA SUA PRÁTICA DE YOGA

#1 Busque inspiração.

Escolha um lugar para praticar que você se identifique com o local, com os funcionários e principalmente com o professor. Se você não tem tempo para praticar longe de casa e sua opção é fazer Yoga no conforto do lar, eu recomendo que você se inspire com uma boa aula online algumas vezes na semana.

Veja aqui uma aula de Yoga para iniciantes no meu canal do Youtube:

#2 Faça uma meta inicial.

Para tornar algo um hábito é necessário repetir essa tarefa diariamente por um período determinado de tempo. Quanto mais complexa a tarefa, mas tempo é necessário.

Se você quer que a prática de Yoga se torne um hábito na sua vida, então estabeleça uma meta de praticar Yoga todos os dias por 30 ou 40 dias e veja os resultados. Não precisa ser uma prática de 1 hora todos os dias. Escolha dois dias da semana para fazer uma prática mais completa e longa, e nos outros dias faça práticas mais simples e rápidas.

Pode ser uma meditação, alguns minutos de pranayamas (exercícios respiratórios) ou alguma sequência de posturas para alongamento e flexibilidade depois da corrida ou academia, por exemplo. Vale até mesmo 30 minutinhos de leitura sobre Yoga!

Semana passada eu iniciei meu canal no Youtube e lá vai ter muitas dicas rápidas de Yoga. Se inscreva no canal e acompanhe. Assim você terá mais uma ferramenta. Aproveita e dá uma olhada no meu primeiro vídeo! Se quiser ver em melhor resolução é só ajustar nas configurações.

#3 Comece devagar, como já dizia Clarice Lispector, porque a direção é mais importante que a velocidade.

Não se atropele. Comece devagar. Se você quer meditar comece com poucos minutos por dia. Poucos mesmo, como 3 a 5 minutos. Primeiro você precisa de adaptar às posturas sentadas do Yoga, para depois poder desfrutar da meditação.

Não adianta fazer 1 hora de posturas de Yoga todos os dias se o seu corpo não está preparado. Muito menos querer começar por posturas avançadas sem nem entender como funcionam as posturas básicas.

Vá aos poucos e chegue longe. Melhor que correr, correr e no final não ter fôlego para cruzar a linha de chegada.

#4 Relembre o seu compromisso

Encontre maneiras divertidas de se estimular a praticar e cumprir sua meta. Coloque um alarme com um título engraçado, peça para aquela amiga te mandar mensagem perguntando sobre a sua prática, convide alguém para praticar com você um dia da semana ao ar livre, escreva no espelho do banheiro, enfim, encontre formas de estar sempre relembrando do seu propósito.

Vou deixar aqui uma dica de prática deliciosa ao ar livre para te inspirar: aprenda a fazer a saudação ao sol.

#5 Use a técnica do MAS

Quando você começar a ser interrompido por pensamentos negativos que querem gerar desculpas e acabar com a sua prática, use a técnica do MAS:

Por exemplo: Hoje eu estou com preguiça, MAS vou fazer Yoga para reenergizar meu corpo e me sentir melhor! ou essa semana tenho muito trabalho, MAS vou praticar 20 minutos de Yoga todos os dias para melhorar minha produtividade.

Viu como é simples?

Pequenas coisas feitas com foco e disciplina geram grandes resultados.

Eu espero, de todo coração, que esse artigo te ajude a seguir com as suas práticas com muito ânimo e disposição.

Aguardo seu comentário sobre o que você achou desse artigo!

Um forte abraço.

Namaste.

 

  

 

 

4 comentários sobre “Como fazer Yoga com regularidade: 5 dicas simples para suas desculpas não te afastarem da sua prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *